Latest Posts

Categories

Sobre Mim

Sobre Mim

Susana L.

Susana, Mulher e Mãe

Tags

Newsletter

Get Interesting News

Join 1000+ people who get directly to inbox our recipes and tips for cooking.

Parto em casa – Sebastião

6 Janeiro, 2020 Susana Laranjeiro 5 min read 3 Comments

Parto em casa – Sebastião

6 Janeiro, 2020 Susana Laranjeiro 5 min read 3 Comments

Após uma gravidez de muita transformação, consciência e desejo em que tudo corresse da melhor forma, o nosso Sebastião decidiu nascer em casa às 39 semanas de gestação no dia 27 de Outubro de 2019 pelas 12h01.

Comecei com contrações mais regulares na madrugada (01h00) do dia 27 de outubro. Contactei a equipa de parto de que possivelmente o Sebastião iria nascer nesse dia. O Leandro esteve sempre comigo massajando a anca, pois ajudava a aliviar as dores, enquanto o nosso filho mais velho dormia. Foi um processo relativamente “rápido” (12 horas), e esse tempo é importante, pois um parto precisa de ser vivido no seu tempo, sem pressas!

Com o nascer do sol, apareceu a nossa equipa de parto: a querida Célia Jorge – doula, a querida Raquel Cajão – enfermeira parteira e a querida amiga Esther De Leon para estar junto de nós e ir observando a evolução do parto. À medida que o tempo avançava o Sebastião estava mais próximo. Nós enquanto casal decidimos que o nosso filho mais velho iria assistir ao parto do irmão, mesmo havendo algum receio que ele pudesse ficar agitado optamos por arriscar e dar a oportunidade ao Mateus. Para nós foi uma grande surpresa pois ele foi maravilhoso,um verdadeiro enfermeiro, pois quando surgiam as contrações ele limpava a minha testa com algodão, ajudava o pai a massajar a anca e oferecia me água constantemente ( e aqui surge a nossa sabedoria interna, como é que uma criança de 2 anos sabe que é essencial beber imensa água ao longo do parto? )

O uso da piscina permite aliviar um pouco a dor que se vai sentindo! Muitas das vezes o parto é visto como momento de dor, em casa há a possibilidade de ir sentindo outras coisas para além da dor! Recordo-me de um momento em que a doula colocava água pela minha cabeça e esse momento fez me chorar, relembrando o nosso segundo filho que perdemos com 4 meses de gestação, o inicio da 3º gravidez, os desafios que foram surgindo e o quanto era gratificante poder sentir e relembrar esses momentos em paz, sem pressas, com respeito! Acima de tudo sentir respeito e gratidão pelas Mulheres da minha família, muitas delas sofreram imenso para que hoje eu pudesse estar aqui e fazer a diferença, um novo final feliz.

Pelas 11h30 as contrações eram cada vez maiores e com elas a vontade de fazer força para a expulsão era maior, perguntei se podia fazer força e a enfermeira parteira, Raquel Cajão disse para tocar e sentir a cabeça do bebé ( a Raquel nunca me tocou antes do nascimento) e se sim poderia fazer força. Nesse momento, senti o Sebastião e comecei a fazer força e no espaço de 30 minutos ele nasceu na água.

Muitas são as pessoas que comentam que eu tenho sorte, porque sou magra e dilato facilmente, posso dizer-te que não é nada disso!

Um parto de sucesso depende de vários fatores:

  • Do trabalho emocional realizado pelo casal ( nós temos vindo a trabalhar medos, memórias, ideias e crenças desde do inicio da gravidez junto da doula e com a fasciaterapeuta ) ;
  • Do estado de consciência da grávida/casal;
  • Do ambiente que envolve a grávida ( daí o ambiente de casa facilitar porque nos sentimos mais protegidas e menos expostas, existe a possibilidade de sentir tudo de forma mais tranquila e respeito pela nossa individualidade );
  • Do profissionalismo e humanismo por parte da equipa;
  • Da confiança do casal de que tudo vai correr bem;
  • Da entrega, do não controlar, super importante deixar fluir e confiar no processo natural da vida.

Quando é a fase da expulsão, a dor aumenta e é nesse momento que sinto a verdadeira coragem que uma Mulher tem, a força interior para passar pelo processo de forma a dar a possibilidade de um novo SER nascer! A Mulher tem a capacidade de parir de forma natural e sem intervenções médicas, claro que a equipa de parto está sempre de vigilância observando o coração do bebé, a tensão da Mãe (e não só) e tudo o que vai acontecendo ( existes imensos cuidados por parte da equipa quer comigo, quer com o bebé ).

O momento do nascimento é algo muito intenso, neste parto as lágrimas surgiram novamente e escorriam pelo meu rosto de orgulho por mim, por nós que tivemos uma gravidez desafiante e receber o Sebastião foi uma dádiva. Ser Mãe enche a alma, dá-nos luz e a certeza de que o amor é o sentido da vida.

Quando nasce um Bebé, nasce uma Mãe, uma Família, uma nova História.

E por falar em nova história…

Gosto muito de boas histórias reais, e neste dia do nascimento do nosso filho o universo enviou-me um grande presente: os meus pais (que vivem no Canadá) chegaram a Portugal/a nossa casa 2 horas depois ( DE SURPRESA ) do Sebastião nascer ( e foram surpreendidos pelo nascimento do neto ). Após uma grande emoção de vivênciar o nosso parto, recebi os meus pais sem estar à espera, de lágrimas a sorrisos, o nosso encontro inesperado não poderia ser melhor.

Que gratidão foi tê-los cá, a cuidarem de mim, de nós, de sentir o apoio deles em cada momento, oh universo tão bom que foi! Este nascimento também me trouxe uma nova história com os meus pais, de mais aceitação (de que mesmo errando eles deram o melhor que sabiam com o que tinham) e de amor por me terem dado a vida! A fasciaterapia ajudou-me a curar partes minhas, aceitar e perdoar estes dois seres que eu escolhi para meus pais!

Todos nós vimos a esta dimensão para curar as nossas ligações com os nossos pais, quanto mais consciência tivermos mais qualidade de vida teremos!

Aos meus pais gratidão por terem estado presentes neste momento tão especial, por serem quem são e por me ensinarem o melhor que sabiam, foi com isso que construí uma parte da minha essência!

Ao meu companheiro gratidão por estar sempre do meu lado, por ter consciência e querer evoluir como Ser Humano, pela sensibilidade, leveza, confiança e segurança que sempre nos transmite, acima de tudo pelo amor que nos une.

À nossa equipa de parto, um bem haja pelo profissionalismo, cuidado, sensibilidade, respeito, presença, segurança e amor com que lidam connosco. Sem vós este processo não seria igual.

A ti que me lês, sejas Mãe ou não, independentemente da realidade em que te encontras tudo é possível, desde que tenhamos a abertura e consciência para evoluir como Ser único que somos. Independentemente do tipo de parto que tiveste, abraço-te dizendo-te que és uma grande Mulher pela força interior que tens! Tudo é da forma que tem de ser.

Susana Laranjeiro

Olá, A vida ensinou-me que encontramos as pessoas certas no momento certo. Desta forma se vieste até aqui acredito que tenha uma razão. Feliz por puderes ler e conhecer sobre mim. Chamo-me Susana Laranjeiro Henriques, adoro escrever acerca da vida e partilhar as minhas experiências enquanto Mãe e Mulher. Foi através da procura de várias mulheres no interesse pelo feminino e maternidade que me levou a criar este blog. Acredito que posso realmente melhorar o mundo à minha volta através da escrita! Espero que encontres sempre as pessoas certas no momento certo. Grata

All posts

3 Comments

  • Carolina 6 Janeiro, 2020 at 16:24

    Tão lindo e perfeito, ainda não tivemos oportunidade de falar deste nascimento e adorei saber um pouco mais da vossa história. Beijinho minha querida amiga inspiradora. ♥️

    • Susana Laranjeiro 8 Janeiro, 2020 at 09:58

      Foi um parto muito especial, em breve estaremos juntas e conto tudo! um grande beijinho amiga!

  • Catarina Emanuela 7 Janeiro, 2020 at 17:58

    ❤❤❤
    Que família linda
    Desejo vos toda a felicidade
    Beijo 😘😘

  • Leave a Reply

    Eu aceito a Política de Privacidade

    ×